Autor

Carl

em LIVROS

MATÉRIA ESCURA

A Matéria Escura não é uma ficção. Ela é comprovada pelos cientistas, porque ela exerce uma força gravitacional que pode ser medida, mas não emite nenhum tipo de luz. Como todas as observações dos corpos celestes são a partir da luz que eles emitem, ou refletem, ou qualquer outro tipo de radiação eletromagnética, e como a Matéria Escura não faz isso, torna-se difícil de ser estudada.

Continue lendo
em LIVROS, RESENHA PREMIADA

PEQUENAS GRANDES MENTIRAS

As pequenas mentiras são as piores mentiras. Por quê? Porque elas passam mais facilmente por verdades. Por isso o título da obra de Moriarty, PEQUENAS GRANDES MENTIRAS, não poderia estar mais condizente com a história, uma vez que as verdades que as personagens principais escondem, levam, aos poucos, as vidas delas para a beira do precipício.

Continue lendo
em LIVROS

MEU LIVRO. EU QUE ESCREVI.

Quando se tem um blog, às vezes é necessário fazer a leitura de um livro de que se tem quase certeza de que é uma bomba, ruim mesmo. E quando a história é escrita por um youtuber, aí a coisa piora, principalmente pelos péssimos exemplos de livros que já li. Mas como eu já conhecia o canal do Raony Phillips e os vídeos que ele produz, cheios de tiradas que representam aquilo que nós mesmos sentimos vontade de dizer em…

Continue lendo
em LIVROS, RESENHA PREMIADA

MUNDO EM CAOS

Um mundo sem mulheres. Os únicos habitantes são homens. E eles podem ouvir os pensamentos uns dos outros. Essa é a premissa de MUNDO EM CAOS, e foi ela que me chamou a atenção para o livro. Fiquei curioso sobre como algo assim seria tratado pelo autor, ainda mais nos dias de hoje, onde um grupo de homens e mulheres abusam da ignorância e acham que machismo é coisa de gente que só sabe reclamar ou que feminismo é uma…

Continue lendo
em QUADRINHOS, RESENHA PREMIADA

MINHA COISA FAVORITA É MONSTRO

Existem várias histórias por dentro e por fora de MINHA COISA FAVORITA É MONSTRO, algumas delas verídicas, mas tão incríveis, que parecem inventadas por alguma mente muito criativa. Posso começar pela história de como o livro foi feito, por exemplo. Emil Ferris teve sua obra recusada por 48 editoras. A Other Press até tentou publicar, mas desistiu, com a justificativa de considerar o trabalho editorial, de quase 800 páginas, grande demais, eles não conseguiriam torná-lo comerciável e rentável. Felizmente, apareceu…

Continue lendo
em LIVROS

3:16

A síntese da mensagem de Jesus é uma única palavra: amor. Jesus não exigiu que acreditássemos que Ele era o filho de Deus, mas apenas que um amasse ao outro como Ele nos amava. Em dias como a Páscoa, eu acho importante fazer uma pausa e pensar na vida, nas coisas que já fiz, que faço e que pretendo fazer, avaliar minha relação com aqueles que estão próximos, enfim, fazer um resumo de tudo o que sou e o que…

Continue lendo
em LIVROS, RESENHA PREMIADA

A CONTRAPARTIDA

Octávio, ou Tavinho, é um garoto de comportamento normal, que possui uma inteligência normal, mas que tem grandes ambições. Entretanto, ele não tem uma vontade que corresponda a seus desejos, não consegue atingir um nível de esforço que permita conseguir notas melhores na escola. Por isso, ele sofre com algumas piadas e um pouco do bullying dos colegas.

Continue lendo
em QUADRINHOS, SÉRIES

DEADLY CLASS

A HQ criada por Rick Remender em 2014, com desenhos de Wesley Craig, e lançada pela Image Comics, DEADLY CLASS, chamou a atenção pelos personagens rebeldes, pela violência explícita, pelas páginas de cores únicas e pelos desenhos de traços fortes, totalmente fora do padrão comercial. A história é passada nos anos de 1980 e embora não seja totalmente original, Rick Remender conseguiu tornar as coisas tão interessantes quanto. Se tomar a premissa básica, uma escola secreta, onde jovens recebem aulas…

Continue lendo
em LIVROS, RESENHA PREMIADA

OS ETERNOS

Desde sempre eu leio ficção-científica, e quando no colégio, eu viajava nas histórias de Frank Herbert, Isaac Asimov, Ray Bradbury, Arthur C. Clark, Philip K. Dick, mas, principalmente, em edições de bolso vendidas em sebos de Poul Anderson. Lembro de aventuras em locais inimagináveis, com naves incríveis, criaturas estranhas, muita ação, desdobramentos imprevisíveis, era uma diversão que me entretia por horas. Aos poucos, os livros do gênero foram diminuindo, ficaram, praticamente, apenas os mais conhecidos e os clássicos.

Continue lendo
em LIVROS, RESENHA PREMIADA

REINAÇÕES DE NARIZINHO

Monteiro Lobato nasceu e viveu entre 1882 e 1948, período em que se tornou o precursor da literatura infantil no Brasil. Sua contribuição para a literatura nacional, bem como a eternização de personagens como Narizinho, Pedrinho, Emília, Visconde, Dona Benta, tia Nastácia, a Cuca, o Saci, entre outros, é indiscutível e sem paralelo. Da mesma forma foi sua criatividade e desprendimento para criar histórias sem qualquer limite de imaginação, sem ser necessário explicar como uma boneca de pano falava, como…

Continue lendo
em QUADRINHOS

INTRUSOS

Depois que terminei de ler INTRUSOS, pesquisei um pouco sobre o autor, que não conhecia, e descobri uma pequena informação que me surpreendeu. Não sobre ele, mas sobre a mudança do título da HQ na publicação nacional. Originalmente, ela se chama KILLING AND DYING, que em uma tradução direta, seria algo como MATANDO E MORRENDO. Esse também é o título de uma das seis histórias curtas que compõem a HQ e faz muito, mas muito mais sentido sobre o que…

Continue lendo
em LIVROS, RESENHA PREMIADA

UM ESTUDO EM CHARLOTTE

Sherlock Holmes e o Dr. Watson são dois personagens que já tiveram inúmeras adaptações ao longo das décadas, e não apenas em livros, como também em filmes. Existem as histórias originais, existem versões no nosso presente, versões no futuro, versões em universos paralelos, inclusive com mudança de gêneros entre os personagens. UM ESTUDO EM CHARLOTTE é uma dessas versões alternativas, onde Charlotte Holmes é uma descendente do famoso detetive, da mesma forma que Jamie Watson é o descendente do médico…

Continue lendo
em LIVROS

O VELHO E O MAR

Após escrever POR QUEM OS SINOS DOBRAM, em 1940, um dos livros mais famosos de sempre, Ernest Hemingway passou por dez anos de ostracismo e irrelevância literária, lançando apenas um livro nesse período, que não foi bem aceito pela crítica e nem foi um sucesso de vendas. Após o término da Segunda Guerra Mundial, ele se mudou para Havana, capital de Cuba, cidade pela qual era apaixonado, e se dedicou a outras atividades, como a pescaria. Devido a esse enorme…

Continue lendo
Fechar