Daniel Clowes é mais conhecido por sua série GHOST WORLD, que segue o dia-a-dia de duas adolescentes recém formadas no colegial no início dos anos 90. As histórias são recheadas de críticas à cultura popular, tiradas sarcásticas e situações de humor. DAVID BORING segue mais ou menos esse estilo, mas com situações um pouco absurdas e um personagem principal propositalmente apático e sem personalidade, por isso o trocadilho com seu nome, Boring, que numa tradução livre, significa chato.

David tem 19 anos e tem obsessão pela busca da mulher perfeita, segundo suas preferências. Ele também tenta compreender quem realmente foi seu pai enquanto estava vivo, um famoso cartunista. Sua falta de perspectiva para a vida se deve a esses problemas, mais os anos que viveu sob a opressão de sua mãe. Agora, adulto, ele trabalha como vigia e divide um apartamento com Dot, sua melhor amiga, que é homossexual.

Em uma viagem à sua cidade natal, ele conhece Wanda, que possui todas as características físicas que ele considera ideal. Começa a vigiar a rotina dela, até que consegue se apresentar e inicia um namoro. Mas Wanda não é uma pessoa que se comporte de maneira muito normal. De uma hora para outra, ela desaparece. E logo depois, David é abordado por uma figura misteriosa que dispara uma bala na sua cabeça.

Ele sobrevive e vai para uma ilha, com a mãe, Dot e algumas outras pessoas, com o objetivo de se recuperar. Até que chega um homem e diz que o mundo acabou após eclodir uma guerra bacteriológica. A partir de então, uma série de acontecimentos toma proporções cada vez mais desconexas, ao mesmo tempo que David tenta voltar para o continente e encontrar Wanda.

Tudo o que acontece na HQ tem um certo nível de absurdo. David, Dot, Wanda, Ferdinand, um homem que também se apaixonou por Wanda, Judy, a irmã gêmea de Wanda, os supostos atentados terroristas, a bala na cabeça de David, que sequer deixou uma cicatriz, a convivência das pessoas na ilha, alguns assassinatos que surgem, e por aí vai. Mas são situações absurdas que parecem normais diante das reações dos personagens.

Aliás, em muitos momentos, essas situações e as reações a elas são cômicas, não tem como não rir. Não por parecerem ridículas, mas pelo contrário, porque elas parecem certas diante de todo o resto, menos na nossa realidade. E as feições que Clowes desenha de cada personagem diante delas, como se fossem absolutamente coerentes, são indispensáveis para a comicidade.

Os desenhos possuem traços arredondados, com poucos detalhes, e são em preto e branco, menos aqueles quadrinhos que representam tiras do pai de David. Neles, existem cores. Disso pode se abstrair diversas considerações psicológicas sobre aquilo que David procura, ou que está em sua psique. Eu, sinceramente, vaguei por diversas teorias, mas não tenho como ter certeza de nenhuma. Todo o enredo é demasiadamente abstrato e louco para se ter certeza de algo. E isso é fascinante, porque você pode discutir essas teorias por horas com outros leitores.

A ameaça terrorista é um exemplo. Assassinatos acontecem pelo desespero da iminência do fim do mundo, mas ele nunca acontece, nunca se vê realmente algum atentado. Diante dos absurdos da história, fica a dúvida no leitor se eles realmente existe, se não são fruto de uma histeria coletiva, ou uma alegoria colocada pelo autor para nossa sociedade.

DAVID BORING é uma HQ cheia de significados, alegorias, situações abstratas, um humor leve e extremamente bem colocado em cada situação. Os desenhos casam perfeitamente com o objetivo do roteiro, pela simplicidade dos traços e pela clareza das feições. É uma edição singular, uma história singular, que diverte ao mesmo tempo que levanta teorias e discussões sobre obsessões, histerias, sexualidade e opressão. Imperdível!

Querem conferir? Então é só participar do sorteio de um exemplar de  DAVID BORING, basta seguir as regras abaixo!

REGRAS

UM: Preencher o formulário de participaçăo, sendo que existem entradas obrigatórias, que valem um ponto cada uma, entradas opcionais, que valem cinco pontos cada uma, e uma entrada diária opcional, que vale cinco pontos a cada dia que vocę a fizer. Quantos mais pontos vocę somar, mais chances tem de ser sorteado;

DOIS: Deixar um comentário neste post;

TRĘS: O ganhador precisa ter endereço no Brasil para receber o pręmio;

QUATRO: Após 09/06/2019, será feito o sorteio pelo formulário de participaçăo;

CINCO: O pręmio será enviado em até 30 dias úteis, após divulgado o resultado. O blog năo se responsabiliza por extravios, danos ou roubos do pręmio enviado;

SEIS: O ganhador(a) terá 48 horas para responder ao e-mail de solicitaçăo do endereço. Caso năo responda nesse prazo, será desclassificado(a) e um novo nome será sorteado;

SETE: O blog GETTUB se reserva o direito de dirimir questőes năo previstas nestas regras.

a Rafflecopter giveaway


AVALIAÇAO:


AUTOR: Daniel CLOWES apareceu pela primeira vez em sua antologia de quadrinhos Eightball, que contou com narrativas auto-suficientes e em séries. Todas as narrativas em séries foram publicadas como graphic novels, mais notavelmente Ghost World(Mundo Fantasma). Com o cineasta Terry Zwigoff, Clowes adaptou Ghost World no filme homônimo de 2001, e ele também adaptou outra história da Eightball para filme, Art School Confidential, em 2006.
TRADUÇAO: Jim ANOTSU
EDITORA: Nemo
PUBLICAÇAO: 2019
PÁGINAS: 144


COMPRAR: Amazon