Hayley não suporta o colégio e nem os colegas, tanto que os apelida de “zumbis”. Sua maior dificuldade é com matemática, logo é onde ganha as menores notas, mas não por ter pouca inteligência, mas apenas porque não quer aprender. Por conta disso, a coordenadora obriga Hayley a ter aulas particulares com outro aluno, um garoto atrevido e popular chamado Finn, de quem ela quer distância. Ao mesmo tempo, ela precisa cuidar do pai alcoólatra e depressivo, Andy, que não trabalha e tem rompantes de violência, além de lidar com a volta de Trish, a ex-namorada do pai, que os abandonou em um momento de necessidade e por quem ela surte um enorme ódio.

A IMPOSSÍVEL FACA DA MEMÓRIA é um dos livros mais surpreendentes, sensíveis e importantes que eu li nos últimos anos, da mesma forma que foi um outro livro da editora, AMIGOS PARA A VIDA, uma das melhores leituras do ano passado. E essa importância não está relacionada a representatividade ou justiça social, muito em alta nos dias de hoje, mas a coisas mais pessoais, mais sentimentais, que também são importantes, que também são a base de relacionamentos saudáveis, de famílias completas e necessárias para se conseguir viver com alguma qualidade e felicidade.

Andy é um ex-fuzileiro, que participou de duas guerras no oriente médio, e voltou com traumas profundos pelo que vivenciou e fez nesse período. Sem qualquer condição mental para conseguir se manter em um emprego, ele compra um caminhão e parte para a estrada com sua filha por cinco anos, a quem educa e ensina da forma que pode. Agora, depois de uma situação de estresse e perigo, ele decide que é hora de voltar para a cidade natal e deixar que Hayley tenha uma vida normal, em uma escola. Mas as coisas não são fáceis em sua cabeça, ele vive dentro de um abismo de escuridão e autopiedade, afogado em álcool e drogas.

Trish foi a madrasta de Hayley durante algum tempo, mas os abandonou em uma crise, de um dia para o outro. Hayley já se sentia abandonada pela morte prematura da mãe em um acidente, pelas constantes fugas da realidade do pai, e essa atitude covarde de Trish fez com que Hayley ganhasse uma enorme raiva. Tanto que só de ouvir seu nome, ela sente náuseas e desespero.

Gracie é a melhor amiga de Hayley, e ela tem seus próprios problemas. O casamento dos pais está em crise há anos, tudo porque o pai dela tem amantes, que abandona quando são descobertas, então pede perdão, é perdoado, mas alguns meses depois, volta a ser infiel. Gracie não consegue compreender a mãe por se sujeitar a isso, ao mesmo tempo em que sente pena dela e um desprezo crescente pelo pai.

Finn é o garoto por quem Hayley acaba se apaixonando, mesmo contra a vontade. Ele é insistente e não desiste até que isso aconteça. Finn tem uma irmã drogada que vive em outra cidade. Junto com os pais, eles tentam fazer com que ela largue as drogas, que se interne em uma clínica de reabilitação, mas ela não consegue e entra cada vez mais nesse mundo de dependência química.

E temos Hayley, a personagem principal e narradora de todos esses dramas, além do seu próprio. Posso dizer, sem dúvidas, que ela é uma das personagens mais fortes acompanhei em uma leitura. E mesmo com sua força, ela demonstra a fragilidade e as consequências de suportar todo esse sofrimento. Ela consegue ser engraçada em algumas partes, principalmente no início do relacionamento com Finn, e transmite um comovente desespero sempre que precisa confrontar e salvar o pai dos momentos de crise. Seu amor por ele é lindo, e não porque ele mereça, mas porque ela o ama, porque ela compreende que ele está mentalmente doente, que precisa desesperadamente de ajuda profissional, de medicamentos, e não desiste dele em nenhum momento, por mais difícil que seja, por mais que custe da sua própria saúde física e mental.

Hayley é tão bem construída, que ela reúne em si a força de uma mulher madura, quando precisa ser assim, e a irritabilidade de uma adolescente teimosa, quando é confrontada com os estudos ou com pessoas que ela não gosta, como os professores e Trish. Existem trechos em que fica claro que Hayley está errada, que os professores querem o melhor para ela, que ela recupere as notas, que estude, que não se afunde junto com o pai, mas ela é teimosa e se nega a ouvir. Da mesma forma, fica claro que Trish retorna recomposta da crise que teve e que está pronta para se retratar e ajudar, mas Hayley não deixa, ela não quer, só deseja que Trish desapareça e não volte.

O relacionamento de Hayley com Finn é outro ponto maduro e muito bem construído dentro da história. Eles não se apaixonam do nada, mas aos poucos, conforme se tornam amigos e dividem seus problemas. Mais do que isso, tem algumas partes em que eles brigam, mas a autora não entra naquele clichê de namorados que se afastam por motivos fúteis. Eles têm problemas maiores na vida, não têm tempo para bobagens amorosas. Então, reconhecem o erro que um teve com o outro, se perdoam, e seguem adiante. O drama que eles vivem dentro de suas famílias, com pessoas que eles também amam, é muito maior.

O amor e a persistência que Hayley tem com Andy é o ponto alto da história. Muitos trechos podem passar uma certa raiva ao leitor pela fraqueza que Andy demonstra. Mas, você, não pense assim quando for ler o livro. Não é fraqueza. Depressão, Estresse Pós-Traumático, dependência química, alcoolismo, são doenças que se conectam, doenças sérias, graves, que conduzem à morte se não forem tratadas com responsabilidade, sem culpa ou preconceito. Hayley sabe disso, mas ela não tem condições financeiras e nem físicas de levar o pai para tratamento. Ele é forte, é um fuzileiro. E é emocionante e triste ver como ele tenta se manter em pé, tudo porque ele ama Hayley incondicionalmente. Ela é a única coisa que o prende à vida, mas também é o único motivo para ele deixar a vida, uma vez que ele sabe que é um peso demasiado para alguém tão jovem.

A IMPOSSÌVEL FACA DA MEMÓRIA é uma história profunda, impactante, que demonstra como vários personagens conseguem encontrar forças para salvarem pessoas que amam, independentemente do sacrifício para isso. É uma história de persistência, de abnegação, sobre como manter famílias que estão de despedaçando. Uma leitura que me surpreendeu, que me arrebatou.

Por último, eu queria comentar que, embora o tema central seja depressão e estresse traumático, não existem gatilhos na obra. Um gatilho é quando existem situações que incentivam a doença, ou seja, ações feitas pelos personagens, que sofrem com depressão, sem uma explicação de como eles podem se tratar e de como isso afeta suas vidas de forma negativa. Tem dois exemplos famosos de gatilhos, que são os livros OS 13 PORQUÊS, onde a personagem principal utiliza o suicídio como justificativa e punição para quem lhe fez mal, ou seja, ela cria um motivo, um incentivo; ou POR LUGARES INCRÍVEIS, que demonstra formas de vencer a depressão, mas, no fim, joga tudo para o alto e dá um enorme empurrão em quem deseja se suicidar. A IMPOSSÍVEL FACA DA MEMÓRIA é uma história responsável, construída de forma a exemplificar os malefícios da doença e como sair dela, como encontrar ajuda médica, com um final que deixa no leitor um alívio, de plenitude e felicidade. E por isso, ela é o contrário de um gatilho.

Se tiver sorte, pode ser o felizardo de ganhar um exemplar de A IMPOSSÍVEL  FACA DA MEMÓRIA e ter a mesma experência que tive na leitura. Basta seguir as regras abaixo!

REGRAS

UM: Preencher o formulário de participaçăo, sendo que existem entradas obrigatórias, que valem um ponto cada uma, entradas opcionais, que valem cinco pontos cada uma, e uma entrada diária opcional, que vale cinco pontos a cada dia que vocę a fizer. Quantos mais pontos vocę somar, mais chances tem de ser sorteado;

DOIS: Deixar um comentário neste post;

TRĘS: O ganhador precisa ter endereço no Brasil para receber o pręmio;

QUATRO: Após 13/06/2019, será feito o sorteio pelo formulário de participaçăo;

CINCO: O pręmio será enviado em até 30 dias úteis, após divulgado o resultado. O blog năo se responsabiliza por extravios, danos ou roubos do pręmio enviado;

SEIS: O ganhador(a) terá 48 horas para responder ao e-mail de solicitaçăo do endereço. Caso năo responda nesse prazo, será desclassificado(a) e um novo nome será sorteado;

SETE: O blog GETTUB se reserva o direito de dirimir questőes năo previstas nestas regras.

a Rafflecopter giveaway


AVALIAÇAO:


AUTORA: Laurie Halse ANDERSON (madwomanintheforest.com) é a aclamada autora de inúmeros livros para jovens e de uma série de 12 volumes para o ensino fundamental. Mundialmente conhecida por Fale!, um dos romances juvenis mais importantes publicados na última década, adotado pelas mais conceituadas escolas dos Estados Unidos e escolhido pela Associação Americana de Bibliotecas (ALA) como leitura fundamental. Mora com a família em Nova York.
TRADUÇAO: Heloísa LEAL
EDITORA: Valentina
PUBLICAÇAO: 2019
PÁGINAS: 352


COMPRAR: Amazon