Um dos livros lançados este ano que mais me conquistou, foi LOCK & MORI, não apenas por ser uma versão juvenil de Sherlock Holmes, mas por trazer uma aventura cheia de personalidade e uma das melhores personagens femininas da atualidade, na figura de Mori, a versão feminina de Moriarty. Pode parecer estranho, mas a química do casal convence, encanta e abre portas para um relacionamento conturbado que irá terminar, ou não, com um dos dois. A autora do livro, Heather Petty, entrou em contato com o GETTUB para agradecer pela resenha, e nós aproveitamos para fazer uma pequena entrevista, que você pode ler a seguir.

GETTUB: Quem é Heather W. Petty?
HEATHER: Isso parece uma questão existencial. Eu sou autora e mãe. Adoro livros, quadrinhos, mangás e manwas. Vivo no oeste dos Estados Unidos com minha filha, meu marido e três gatos.

GETTUB: Eu amei a sua ideia de transformar Moriarty em uma garota, e ela ser a personagem principal e narradora. Acha que amor e ódio caminham em paralelo? Qual dos sentimentos é mais forte na sua opinião?
HEATHER: Eu acho que o amor e o ódio podem ser relacionados. Amar alguém torna você vulnerável e, às vezes, amamos pessoas que não são muito confiáveis. O medo e a dor de uma relação dessas, podem transformar nossos corações. Penso que o amor é a emoção mais forte, no entanto. O ódio é mais alto e mais fácil de se articular às vezes. Mas o amor é mais forte, porque nos torna mais fortes.

GETTUB: Enquanto Lock insiste em resolver os problemas seguindo o manual do que é certo, Mori prefere criar suas próprias regras para fazer justiça. No mundo real, qual dos dois tem mais chances de ter sucesso?
HEATHER: A lei, em si mesma, baseia-se na moralidade das pessoas, que a usam para provocar qualquer tipo de justiça. E, como vemos no livro (assim como na vida), as pessoas são corruptíveis. Mas não tenho certeza de que a justiça é realmente uma coisa em que podemos ter sucesso todas as vezes. É algo que nós temos que nos esforçarmos para usar sempre. Eu acho que eu diria que é uma jornada, não um destino.

GETTUB: É uma pergunta cruel, mas qual é o seu favorito? Lock ou Mori? Por quê?
HEATHER: Definitivamente Mori. Eu me apaixonei mais ainda por Sherlock Holmes quando escrevi estes livros, mas eles são, no final, a história de Mori. Os três livros que escrevi seguem seu caminho. O caminho de Sherlock já foi escrito e explorado por inúmeros autores e criadores, desde Conan Doyle, panssando por Guy Ritchie (nos filmes) e Stephen Moffat (Sherlock da BBC). Mas porque há tão pouco escrito sobre Moriarty no cânone e em outros lugares, eu quis criar Mori. E o que eu acho que mais amo é sobre a forma como ela protege as pessoas que ela ama, mesmo quando isso significa se usar como um escudo.

GETTUB: Em seu site, reparei que a sua lista de autores e livros favoritos é muito parecida com as listas da maioria dos leitores brasileiros. Alguma chance de visitar o Brasil em alguma Bienal do Livro?
HEATHER: Gostaria muito de visitar o Brasil! Talvez algum dia. Se os livros realmente venderem bem, talvez o Galera Record possa me convidar para alguns eventos. Isso seria incrível.

GETTUB: Quando veremos Lock e Mori no cinema ou na televisão?
HEATHER: Ainda não tenho notícias para compartilhar sobre isso, mas você nunca sabe o que acontecerá. Seria realmente divertido ver como eles iriam lançar a série e como isso poderia mudar nas mãos desses criadores.

GETTUB: Eu já li todos os livros de Sherlock e por conhecer o destino de Moriarty, preciso fazer uma pergunta para acalmar (ou não) o meu coração: há chances de Mori ter um final mais feliz?
HEATHER: Obviamente, não posso responder isso. Mas vou dizer que meu objetivo com os livros era fazer com que eles atuassem como uma espécie de história de origem para o cânone, apenas mudou-se para uma época, é claro.

GETTUB: O que poderia dizer para aquele leitor que está indeciso sobre ler Lock e Mori?
HEATHER: Se você ama mistérios, se você ama Sherlock Holmes, ou se você já se perguntou o que poderia transformar uma garota adolescente normal em um mestre do crime, espero que você leia e ame Lock & Mori!

Adorável e instigante, não é? Se quiserem conhecer um pouco mais de Heather, só acessar o site pessoal dela, bem aqui!